Resenha : Divergente por Veronica Roth

10.6.14


ISBN : 9788579801310
Editora : Rocco
Páginas : 502



 Oi gente, tudo bem com você ? Bom já faz um tempo que não posto nada aqui né (e de novo acontece isso), mas é que eu estava um pouco desanimado, já que ninguém andava comentando e coisas do tipo. Mas bom, vamos a resenha do dia.

 Esse sábado que passou (07) foi meu aniversário e eu ganhei um livro da minha avó que a muito tempo queria ler. Sim, enfim eu li Divergente, esse livro perfeito que superou todas minhas expectativas super altas sobre ele.

 Em uma época super a frente da nossa a sociedade é dividida em cinco facções para se manterem em paz. Abnegação, Audácia, Erudição, Amizade e Franqueza. A protagonista da história é uma menina chamada Beatrice nascida na Abnegação. Ao completar seus Dezesseis anos todos os jovens devem passar por uma cerimonia onde descobrirão se devem continuar em suas facções atuais ou trocar.

 Tris, passa por essa cerimonia e escolhe a Audácia, assim abandonando toda sua família e tendo que passar por testes assustadores para realmente se tornar um membro de sua nova facção. Na Audácia, Tris faz novas amizades e acaba se apaixonando por Quatro, o seu treinador, e assim, Tris descobrirá coisas terríveis que estão para acontecer e descobrir o que é ser Divergente, que é o seu caso.

 Bom gente, eu amei este livro e a partir de hoje será meu eterno xodó. A autora escreve super bem, e confesso que me surpreendei quando descobri que esse foi seu primeiro livro. A história se passa em Chicago e eu gostei bastante de como ela descreve o ambiente.

 Os personagens foram super bem criados. Eu simplesmente amei Tris do começo ao fim. Esse é um livro em que uma decisão muda toda sua vida e Tris não é aquela personagem mesquinha que fica o tempo todo sem saber o que escolher e quando escolhe se arrepende. É claro que tem partes que ela age assim, mas isso é normal do ser humano. 

 Eu fiquei impressionado com a facilidade que a autora tem a matar as pessoas. Quando você começa a se apegar aos personagens secundários eles morrem te deixando com lagrimas nos olhos. A autora também me surpreendeu criando personagens tão terríveis, e vilões inteligentes e maus ao extremo. 

 O final do livro também é super, super emocionante. No final a Divergência acaba mudando tudo, o romance cresce de uma forma não melosa e tudo se encaixa em seu lugar. Este é o tipo de livro que tem o final tão eletrizante que você não consegue largar o livro até chegar a ultima palavra da ultima página. 

 Eu simplesmente amei este livro e indico para todo mundo que não perde uma boa distopia. Divergente é sem duvidas um dos melhores livros que eu já li. Esse livro com certeza merece a fama que tem e simplesmente acaba com a imagem de que um bom livro tem que ser repleto de fantasia e poderes super maneiro.

 Um beijo a todos e até a próxima !! 



Também poderá gostar de

0 comentários