Resenha: Ligeiramente Maliciosos por Mary Balogh

27.4.15

Título: Ligeiramente Maliciosos
Autor (a): Mary Balogh
Editora: Arqueiro
Gênero: Romance de época
Páginas: 280
ISBN: 9788580413939


 Após sofrer um acidente com a diligência em que viajava, Judith Law fica presa à beira da estrada no que parece ser o pior dia de sua vida. No entanto, sua sorte muda quando é resgatada por Ralf Bedard, um atraente cavaleiro de sorriso zombeteiro que se prontifica a levá-la até a estalagem mais próxima. 
 Filha de um rigoroso pastor, Judith vê no convite do Sr. Bedard a chance de experimentar uma aventura e se apresenta como Claire Campbell, uma atriz independente e confiante, a caminho de  York para interpretar um novo papel. A atração entre o casal é instantânea e, num jogo de sedução e mentiras, a jovem dama se entrega a uma tórrida e inesquecível noite de amor. 
Judith só não desconfia de que não é a única a usar uma identidade falsa. Ralf Bedard é ninguém menos do que lorde Rannulf Bedwyn, irmão do duque de Bewcastle, que partia para Grandmaison Park a fim de cortejar sua futura noiva: a Srta. Julianne Effingham, prima de Judith. 
 Quando os dois se reencontram e as máscaras caem, eles precisam tomar uma decisão: seguir com seus papéis de acordo com o que todos consideram socialmente aceitável ou se entregar a uma paixão avassaladora?

  E se uma simples aventura repentina se mostrasse um grande problema no futuro? E se tentando se divertir você acabasse se envolvendo com alguém que não poderia ter? Foi isso que aconteceu com Judith, uma simples moça que se envolveu com um homem cujo não poderia ser seu fora dos lençóis.
  Judith Law é uma jovem donzela filha de um rigoroso pastor, que sempre a impediu de fazer diversas coisas e que sempre a abominou pelos cabelos ruivos, que sempre atraiam a atenção dos demais homens do vilarejo. 

 Quando seus tios Sr. e Sra. Effingham a fazem o convite de ir morar com eles para cuidar de sua avó que lá mora, Judith se vê basicamente obrigada a aceitar, pois assim dará menos gastos para seus pais, que apesar de não passarem fome, estão tendo grandes problemas financeiros.

 É quando Judith está viajando com a diligencia, que acontece um acidente, fazendo assim a mesma derrapar e tombar na beira da estrada. Todos ficam estéricos (com exeção de Judith), pois uma grande tempestade ameaça a se aproximar, causando uma grande catástrofe entre todos que ali estavam. 
- Como consegue se manter tão animada, querida?  
Judith sorriu para ela

- Estou viva - respondeu - E a senhora também. Como não ficar animada? 
 É quando todos já estão sem esperanças de alguém para ajuda-las, que aparece Ralf Bedard, um cavalheiro que por ali estava passando e que por solidariedade decide parar para ver o que está acontecendo. Depois de descobrir sobre o acidente ele decide voltar a cidade rapidamente para chamar ajuda para as pessoas, mas ele acaba optando por levar alguém com ele, para assim poder contar todos os fatos quando chegarem na cidade, e é ai que Judith entra, sendo a escolhida para ir com o cavalheiro rumo a cidade.

 No caminho, quando Ralf pergunta qual o nome de Judith, ela diz para ele que se chama Claire Campbell e que é uma atriz que estava a caminho de York quando aconteceu o acidente. E a partir dai os dois começam a se conhecerem cada vez mais, mesmo que na verdade os dois estejam mentindo sobre suas identidades, pois Ralf Bedard na verdade é lorde Rannulf Bedwyn, irmão do duqye de Bewcastle

 É na cidade que eles terão que passar uma noite juntos em uma hospedagem, e é lá onde Judith fará amor pela primeira vez, e também pela segunda, terceira, e mais algumas vezes, até que ela se da conta do que está fazendo e decide fugir quando Ralf decide seguir para York com ela. 

 Após fugir ela segue sua viagem para casa de seus tios, onde de cara não é bem recebida quando chega, a não ser pela avó, que se mostra um doce de pessoa e que está sempre fazendo de tudo para tornar a neta confortável no ambiente. O que Judith não esperava era que Julianne, sua prima, está tentando conseguir um casamento com o lorde Rannulf Bedwyn, ou o Ralf de Judith.

 É quando os dois se encontram novamente e que as mascaras caem, que Judith e Ralf terão que decidir entre assumir um relacionamento proibido ou seguir suas vidas como se nunca tiverem se conhecido antes. 
 Se eu tivesse que escolher uma palavra para descrever esse livro, certamente seria apaixonante, porque é isso o que o livro é, completamente apaixonante. A autora consegue te fazer se apaixonar pelos personagens, pelo ambiente, pela narrativa, por tudo, é um livro simplesmente magnifico.

 Esse foi o primeiro livro do gênero romance de época que eu li, e isso é o que mais me surpreende, porque eu não gosto de livros onde o foco principal é o romance, e mesmo assim eu amei esse livro.

 O livro conseguiu me prender desde o inicio. A autora narra em 3° pessoa, que é meu tipo de narração preferido, então foi muito fácil para eu me ver completamente dentro da narrativa da autora, que é suave, um tanto sofisticada e muito gostosa de se ler. 

 Eu gostei muito da Judith desde o inicio, achei ela uma protagonista muito bem construída, e para mim as melhores coisas nela foram os defeitos, que certamente a tornou bastante real, o que é uma coisa que eu gosto bastante quando estou lendo um livro. No inicio ela é aquela jovem mulher que nunca se aventurou em qualquer situação que a tirasse da rotina, o que é uma coisa extremamente clichê, e que de cara me fez ficar com o pé atrás quanto a personagem. Mas com o desenvolver da história, ela se mostra uma mulher que simplesmente não se aventurou por falta de oportunidade, e também se mostra muito corajosa e determinada com tudo aquilo que ela deseja.

 Logo no começo do livro, temos as cenas mais hots do livro. Como algumas pessoas devem saber, eu não sou muito fã de livros com cenas hots porque na maior parte das vezes os autores não sabem desenvolver as cenas, fazendo algo totalmente superficial e nojento, não parecendo uma cena de amor, mas sim uma cena onde temos um homem que tem cede por sexo e acaba de encontrar uma prostituta para o satisfazer. E o que a autora nos mostra é o contrario. Ela consegue passar uma cena intensa de amor e desejo, mesmo tendo algumas partes em que os personagens esquecem da paixão e simplesmente transam como se aquilo fosse definir a vida deles. Mas mesmo assim a autora conseguiu desenvolver muito bem essas cenas, pois tem todo um desejo e uma ternura, o que fez a história ficar mais fantástica e eu querer mais cenas como essas, hahaha!

 Certamente as coisas começam a ficar emocionantes da metade para o final, quando você simplesmente não consegue mais largar o livro, porque além de toda a estória previsível que esperamos para o final, a autora consegue encaixar uma coisinha ai no meio que te deixa completamente louco para saber a verdade sobre quem... okay, sem spoilers, haha!

 Ligeiramente Maliciosos é um livro apaixonante, com uma estória envolvente e cheia de aventuras entre as personagens. Um livro que eu indico par todos aqueles adoram um bom romance de época e que também gostam daquelas cenas mais calorosas, haha! Não vejo a hora de poder ler os demais livros da série, que parecem ser tão bons quanto esse.


Também poderá gostar de

24 comentários

  1. Olá. Eu tive o prazer de ler ligeiramente casados da mesma autora e adorei a escrita dela e pelo visto ligeiramente maliciosos não fica atrás, eu adoro romances de época e pela sua resenha esse parece ser um pouco pra frente já que a protagonista faz sexo antes de casar e sendo filha de pastor, Babado. hehehehe
    Recomendação anotada.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha, sim, nesse livros temos uma protagonista bem saidinha, haha!
      Estou louco para ler Ligeiramente Casados, parece manter o mesmo patamar, acho que vou gostar bastante.

      Beijos e obrigado pela visita

      Excluir
  2. Olha Gu, acho que esse livro não é para você, onde já se viu uma criança lendo sobre cenas de sexo? kkkkk. Brincadeiras a parte, eu adorei a resenha, vejo que o livro é realmente bom, também não é meu estilo, mas pode ser que eu dê uma chance a ele, no futuro. E quanto ao que você acha das descrições hot nos livros, a realidade é essa mesma que você citou, então se ligue, já que você é homem rs. Bjs

    http://territorio6.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só você viu Gleyse, haha!
      Fico feliz que tenha gostado da resenha, e dê uma chance ao livro mesmo não sendo seu estilo, aposto que vai gostar.

      Beijos e obrigado pela visita!

      Excluir
  3. Oi Gu!
    Que bom que você gostou bastante do livro! A história parece bem interessante *---*
    Não é meu tipo de livro preferido, mas até que eu leria, porque parece bem fofo e nada chato, parece o tipo do livro que anda bem rápido e sempre tem uma reviravolta! Fora que adorei Judith hahah
    Beijos

    LuMartinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu!
      Leia sim, assim que tiver a oportunidade, pois o livro se mostra muito bom e com uma narrativa muito gostosa.
      Confesso que em certos momentos a Judith me irritou por ser um tiquinho cabeça dura, mas ela é daquelas que sabe se desculpar e aprende com seus erros, o que torna esses momentos legais depois de algumas partes, haha!

      Beijos e obrigado pela visita!

      Excluir
  4. Gustavo, tudo bem? Sou a Vivi, vim visitar seu blog e adorei seu cantinho, adorei saber que mesmo contra todos e o mundo um rapaz leu um romance nesse estilo...rsrsrs. O preconceito é grande, infelizmente. Preciso confessar que esse é meu gênero literário preferido, amo romances de época, viciada mesmo.
    Eu li sua resenha morrendo de medo dos spoilers, pois meu exemplar de cortesia ainda não chegou e estou muito ansiosa, tendo lido o primeiro livro dessa autora que a Arqueiro lançou eu estou ansiosa demais para devorar Ligeiramente maliciosos. Mas sua resenha está perfeita, sem spoiler e muito gostosa de ler, você expôs direitinho seus sentimentos ao ler a obra e me deixou mais curiosa ainda.
    Obrigada por nos dar sua opinião e dica de leitura.
    Beijos
    Viviane
    Razão e Resenhas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vivi!
      Fico muito feliz que tenha gostado tanto assim da minha resenha.
      Esse foi o primeiro livro nesse estilo que li, e gostei tanto que pretendo ler mais livros assim, haha!
      Depois que ler o livro me mande o link de sua resenha para eu dar uma olhada nas suas opiniões.

      Beijos e obrigado pela visita

      Excluir
  5. Olá,

    gostei muito da resenha, já li outros comentário sobre o livro e fiquei bem interessada.
    Estou engatinhando no caso de livros hots, estou ainda lendo meu primeiro, então estou indo com calma, mas gostei da dica!
    Romance de época para mim são os melhores, acho que nasci na época errada!

    Bjocas Dani (A Estante do Manuel)

    ResponderExcluir
  6. Como não ficar animado tendo em mãos o maior milagre que é o da vida?

    Eu tenho uma dúvida: romance de época é diferente de romance histórico? Pois acabei de ler um romance histórico e se for isso, acho que esse pode estar entre um dos meus gêneros favoritos.

    Sobre as cenas mais calorosas a pergunta é: quem não gosta?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Elder!
      É, eu estava com essa dúvidas até um pouco de tempo trás, mas acho que tem uma diferença, pois um romance de época é simplesmente um romance em épocas remotas, já um romance histórico é algo mais elaborado, e que geralmente vai se passar em uma época de algum acontecimento importante. Não sei se defini certo, mas ao meu ver essa é a diferença. Mas mesmo assim, acho que ainda sim vai gostar do livro.
      Sobre sua pergunta...Eu gosto bastante, mas quando as cenas são bem elaboradas e descritas, haha!

      Abraços e obrigado pela visita!

      Excluir
  7. Ih, fiquei doida para ler. Adoro livro de safadezas ;999 mas ultimamente não ando lendo esses tipos de livros com esse tipo de narrativa e ao mesmo tempo clássicos, eu acho que eles são mais delicados e gostosos de ler *-*
    http://tavernadoleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Gu, que resenha linda.
    Que bom que você mostrou que pode gostar de romances ainda mais de época.
    Apaixonei pelo livro por tudo que você falou e agora estou arrependida de não ter pedido.
    Já quero ler.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  9. Ótima resenha, de verdade. Acho que poderia ter sido menos, vamos se dizer, "contada" e mais objetiva, nada que venha interferir, até por que está ótima. Achei o livro meio confuso, mas gostei muito do enredo da historia, vou colocar na minha lista de desejados! 💕
    Abraços, fique com Deus. ✌ www.ancoradepapel.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Eu estou simplesmente tendo pesadelos para ler esse livro, sério. Gostei muito do primeiro livro da série, Ligeiramente Casados, e agora com a sua resenha eu preciso desesperadamente comprar esse livro pra ler. Sério, acho que nunca gostei tanto de um tipo literário como gosto do de época, é tão lindo.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oe Gustavo :3

    Faz muito tempo que não leio um livro do gênero romance de época, acho que desde que li O Pássaro (um nacional desse gênero) nunca mais peguei em um... Que me lembre... Por mais que eu tenha achado a Judith interessante, por ser uma personagem real, como você disse, com defeitos (e eu amo personagens com defeitos) ainda não me vi querendo ler ou conhecer a escrita da autora. Prefiro ficar com livros eróticos (que tem uma dose de romance HAUEHAUEHAEHUE)

    Beijos!
    www.livroterapias.com

    ResponderExcluir
  12. Olá,
    Apesar de achar romance de época lindo, nunca li nenhum, mas sei lá algo parece ser diferente dos romances atuais, talvez seja o charme da "época", gostei muito da sua resenha o livro como você falou, parece mesmo ser apaixonante, eu quero poder ler algum dia

    ResponderExcluir
  13. Oi Gustavo, acredita que eu nunca li nenhum romance de época? morro de vontade e de curiosidade, pois normalmente as pessoas gostam muito desse gênero. Fiquei muito tentada a começar por esse, parece ser além de um romance apaixonante como você falou, ser leve e de uma leitura muito agradável. Espero ter a oportunidade de ler ele um dia desses :D

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com

    ResponderExcluir
  14. Oi, a premissa do livro me parece interessante m não sei se é o tipo de livro que eu leria agora, adorei a resenha.
    Abraços
    http://litaralmentelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Boa resenha! O livro parece ser legal! E tem cenas acaloradas! Hummmm....
    http://cultura-terraquea.pe.hu/

    ResponderExcluir
  16. Oi Gustavo, tudo bem?
    Esse livro chegou hoje aqui em casa em parceria com a editora e já estou louca para ler! Li o primeiro livro da série e gostei e esse tem uma premissa muito mais interessante então não vejo a hora de realizar essa leitura.
    Fiquei ainda mais curiosa por você ter gostado tanto dessa história e por ter falado dessa coisinha que vai acontecer no meio da história!

    Abraço ;*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  17. Este livro me pareceu muuuuuito bom e sua resenha me deixou mais curioso ainda! Essa história parece ser bem bonita e emocionante, to louco para comprar o livro logo. ❤ Abraços! www.ancoradepapel.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Oi Gu!
    Estou lendo Ligeiramente Maliciosos e adorando também, imagino que minha resenha vai ser tão positiva quanto a sua, kkkk. O livro é mesmo muito bem escrito e o que me atrai mais é saber mais sobre os costumes daquela época, tão diferente dos nosso.
    Também não curto muito os livros hot, mas por causa do exagero e da repetição - as mocinhas se exitam com um olhar e parece que todo mundo transa 4 vezes por dia, kkkk.
    B-jusssss!

    ResponderExcluir
  19. Já li Ligeiramente Casados e me apaixonei
    Esse ainda não tive oportunidade de ler, mas já esta na minha lista
    Amo romances de época e não posso deixar nenhum fora da minha lista rs rs
    Já estou seguindo ;)

    Beijos
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir