Resenha: Harvard, por Pandora Fairel

29.8.15

Título: Harvard: Porque amar é fazer loucuras
Autor (a): Pandora Fairel
Editora: Amazon
Páginas: 72
 Até onde você iria para reconquistar o seu amor? Niels Janowski está sofrendo por sua namorada ter terminado com ele na semana anterior à da data especial para os casais: o dia dos namorados. Seus amigos, como bons amigos que são, resolvem levá-lo a uma festa para pessoas que odeiam o dia dos namorados para que Niels encontre alguém para lhe consolar. Mas, diferente disso, Niels conhece Harvard, uma garota ruiva e inteligente, aparentemente meio louca, que se compromete a tornar Niels um perfeito romântico e ajudá-lo a reconquistar sua ex-namorada. “Harvard” é um conto de apenas onze capítulos que se passam na noite do dia dos namorados, e mostra que, às vezes, algumas loucuras são necessárias para conquistar a pessoa que você ama.
 Até onde você iria por amor? Em Harvard a autora Pandora Fairel consegue nos introduzir em uma história incrível que nos mostra que as vezes precisamos fazer loucuras por aqueles que amamos para vermos se o que sentimos é realmente amor.
 Niels é um jovem que uma semana antes do Dia dos Namorados, leva um pé na bunda de sua namorada Cinel, e fica completamente deprimido. Ela terminou com ele alegando que ele não a amava, o que na visão dele é algo completamente errado, pois ele a ama mais que tudo. Ele só não sabia muito bem com demonstrar esse amor.

 Um dia antes do dia dos namorados, os amigos de Niels decide dar uma festa para todos os solteiros das redondezas, e Niels acaba indo para a festa obrigado. Na festa Niels acaba conhecendo a Harvard, uma garota ruiva, com gostos estranhos e que tem vários apelidos diferentes, os quais só se podem serem usados por uma pessoa cujo ela autorizou. 

 Harvard é uma menina que nunca teve um coração partido pelo fato de nunca ter namorado, e ela faz o possível para demonstrar que isso não a afeta. E como ela não namora, ela decide dar uma de cupido para cima daqueles que precisam reconquistar sua outra metade da laranja, e é justamente isso que Harvard faz com Niels, ela o ajuda numa missão que leva toda a madrugada e que ela afirma que irá trazer Cinel de volta para os braços dele.
No amor, as vezes é preciso fazer algumas loucuras para saber até onde você está disposto a ir por outra pessoa.
 Esse foi o primeiro conto com mais de 50 páginas que eu li em e-book, e tenho que admitir que acabou sendo uma experiencia bem bacana. Mas não pensem que foi pelo e-book em si, mas sim pela história que é ótima e muito envolvente.

 Logo no inicio da leitura fui completamente sugado pela narrativa da Pandora. Ela escreve de uma maneira muito simples e fluida, o que faz as páginas passarem sem você nem se dar conta.

 Quando comecei a ler, senti uma pegada um pouco Cidades de Papel, o que na minha opinião foi bem presente na história, mas assim, é só uma comparação que aconteceu na minha cabeça. Não vão ler Harvard achando que é um Cidades de Papel com personagens diferentes, porque não é. Eu diria que em certo aspecto é até melhor. 

 Os personagens foram algo que me intrigou bastante. Eu amei o Niels do começo ao fim, mesmo achando que ele estava dando muito moral para uma menina que terminou com ele de uma hora para a outra. Mas a forma como a autora descreve as coisas nos faz entender o ponto de vista dele e não odiá-lo. A Harvard também foi outra personagem que eu gostei DEMAIS. O jeito mais bad-ass mas ainda sim, fofo e romântico dela, é algo que eu achei bem original e que eu curti bastante. 

 Durante a madrugada eles precisam comprar e fazer várias coisas para ajudar o Niels a reconquistar a Cinel, e isso para mim foi o ponto alto da história. Tinha partes que eu refletia bastante e tinha partes que eu simplesmente me acabava de rir com a palhaçada dos dois personagens.

 No final as coisas acabaram do jeito que eu esperava e queria que acontecesse, e eu fiquei bem feliz com isso. É uma leitura que voa, e que quando você se da conta, já terminou e você fica com aquele gostinho de quero mais. É um conto mais do que recomendado para todos que gostam de um romance bem desenvolvido, com personagens bacanas e sem muito mimimi.

Também poderá gostar de

14 comentários

  1. bem, percebi alguns elementos de Cidades de papel na história, mas pelo jeito foram apenas referências e não uma cópia descarada... Acho que eu iria me identificar com Harvard, e ter raiva do cara que fica choramingando pela garota que deu o pé na bunda dele :v
    heheh enfim, não sou fã de romances teen, mas por ser um conto relativamente curto, até que eu leria esse ^^

    ResponderExcluir
  2. Oi. Parece ser uma história interessante para quem curte o gênero. Esse cara chorando por que a menina não quer ficar com ele é uma chatice, ainda bem que ele encontrou alguém legal.
    Desejo muito sucesso a autora.

    ResponderExcluir
  3. oie como vai?
    também nunca li um conto assim grande, mas não sou fã desse tipo de romance, acho meio chatinho =/

    ResponderExcluir
  4. Oi Gustavo! <3 Aqui é a autora!

    Primeiramente, gostaria de agradecer pelo carinho! Adorei a sua resenha, e fico MUITO feliz em saber que gostou da história! Muito, muito obrigada mesmo! Harvard foi um dos contos mais delicinhas que já escrevi até hoje, foi uma experiência incrível para mim - ele foi escrito também em uma madrugada, bem como tudo o que aconteceu na história! Hahaha.

    E, bom, não sei se está sabendo, mas Harvard está em um processo de crowdfunding para conseguir ser publicado na versão impressa. Se quiser ajudar, seja colaborando com algum valor ou compartilhando o link do crowdfunding (https://www.catarse.me/pt/harvard), ou até mesmo avaliando o livro na Amazon e no Skoob, já agradeço muito! A resenha já está ótima, mas se quiser dar uma forcinha a mais, fique à vontade. Todo apoio é válido. <3 <3 <3 <3

    Novamente, MUITO obrigada mesmo! <3

    Com amor,
    Pandora Fairel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pandora!

      Fico muito feliz que você tenha tirado um tempinho para conferir a minha resenha e fico mais feliz ainda que tenha gostado. Eu realmente adorei Harvard e espero ter a oportunidade de ler mais alguma de suas histórias.

      Pode deixar que irei contribuir da forma que puder!

      Beijos e obrigado pela visita!

      Excluir
  5. Olá!
    Apesar de parecer interessante, não sou muito fã de contos e não consigo ler e-book, então essa dica eu passo.
    Mas parece ser um prato cheio para quem procura um livro gostosinho e rápido de ler =)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Olá; ótima resenha. Eu vi esse e-book na Amazon e fiquei em dúvida se baixava ou não; acabei não baixando, mas agora que sei um pouco mais da história, acho que deveria ter baixado, pois a trama me parece interessante e eu acho que gostaria de ler.

    ResponderExcluir
  7. Achei bem interessante e se eu tivesse visto na Amazon teria baixado
    Adorei a resenha
    Bjs
    Myself here

    ResponderExcluir
  8. umm, não li cidades de papel e confesso que achei a proposta bem clichê,
    mas como se trata de um conto acho que eu leria sim
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Awn, achei este conto super fofo, quero ler logo!
    Adorei sua resenha, parece ser um conto um pouco clichê mas fofinho. Não li Cidades de papel então não vou como comparar.
    Beijos, Larissa (laoliphant.com.br)

    ResponderExcluir
  10. Adorei sua resenha, não conhecia o livro e fiquei bem curiosa. Vou ver se pego o e-book, acho que vou gostar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oii!

    Mesmo sendo um livro pequeno, ele me conquistou! Amei a promissa e a capa me chamou bastante a atenção! Parabéns pela resenha ^^

    Beijos, Kamila
    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir
  12. Olá Gustavo, eu tenho o e-book desse livro, mas não tinha muita vontade de lê-lo ate ler sua resenha, parece que a historia foi muito bem construída e que a autora mesmo com poucas paginas conseguiu torna-la bem gostosa de ler *--* Assim que tiver tempo pretendo lê-la.

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  13. Oi Gu!
    Poxa, parece mesmo uma história gostosinha de ler e adorei que a autora veio aqui comentar na sua resenha, isso é super amor!! Adoro contos curtinhos e com conteudo, já fiquei curiosa!
    Beijos

    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir