Resenha: Attachments, por Rainbow Rowell

1.9.15

Título: Attachments
Título nacional: Anexos
Autor (a): Rainbow Rowell
Editora: Orion Books
Páginas: 357
ISBN: 9781409120537
Beth Fremont e Jennifer Scribner-Snyder sabem que alguém está monitorando seus e-mails de trabalho. (Todo mundo na redação sabe. É política da empresa.) Mas elas não conseguem levar isso tão a sério, e continuam trocando e-mails intermináveis e infinitamente hilariantes, discutindo cada aspecto de suas vidas. Enquanto isso, Lincoln O'Neill não consegue acreditar que este é agora o seu trabalho ler os e-mails de outras pessoas. Quando ele se candidatou para ser agente de segurança da internet, se imaginou construindo firewalls e desmascarando hackers e não escrevendo um relatório toda vez que uma mensagem esportiva vinha acompanhada de uma piada suja. Quando Lincoln se depara com as mensagens de Beth e Jennifer, ele sabe que deveria denunciá-las. Mas ele não consegue deixar de se divertir e se cativar por suas histórias. No momento em que Lincoln percebe que está se apaixonando por Beth, é tarde demais para se apresentar. Afinal, o que ele diria...?
  Se esse for realmente o pior livro da Rainbow Rowell, como todo mundo diz, eu sinceramente não sei o que esperar do melhor livro desta mulher.
 Em Attachments iremos conhecer a história de Linconl, um homem que trabalha na parte de segurança de uma empresa, e sua função é proteger o lugar através da internet, ou seja, ler TODOS os emails que entram e saem da empresa e assegurar que os funcionários que ali trabalham, não usam o e-mail para nada que não seja assunto de trabalho.

 Lendo os e-mails de todas as pessoas que ali trabalham, Lincoln acaba se deparando com os e-mails de duas amigas que parecem não ligar para as normas da empresa e que passam o dia todo conversando por e-mail sobre suas vidas pessoais. Essas amigas são Beth e Jennifer, duas mulheres que apesar de estarem fazendo coisas erradas, não recebem avisos de Lincoln porque ele acaba criando uma afeição pelas duas e começa a se divertir lendo os e-mails malucos e engraçados que as duas amigas trocam.
Money is a cruel thing. It's the thing that stands between you and the things you want and people you love.
 Até ai parece uma história normal, mas por obra do destino, Beth acaba criando uma afeição por Lincoln só de vê-lo de longe, e a partir dai ela passa a apelida-lo The Cute Guy (O cara fofo). Mas o que ela não esperava era que ele estivesse lendo todos seus e-mails e vendo como ela se sentia sobre ele. 

 A partir dai acompanharemos uma história super engraçada de três pessoas que mesmo sem se conhecerem pessoalmente, tem uma ligação mais do que estranha.
 Quando comecei a ler este livro estava um pouco receoso, pois ouvi todo mundo dizendo que é um livro bom, mas que comparado aos demais da Rainbow, é bem fraquinho. Como eu ainda não tinha lido nada da Rainbow, eu fiquei sem saber se iria gostar ou não, mas no final acabou se tornando uma ótima história para mim.

 A narrativa da Rainbow, como todos dizem, é algo fantástico. Ela consegue te prender na história de uma maneira incrível. Tinha momentos no livro em que não estava acontecendo nada de mais mas eu simplesmente não conseguia parar de ler, pois a narrativa dela é viciante.

 Apesar de muitas pessoas acharem a história do livro bem fraquinha e algo completamente impossível de acontecer no nosso universo, eu acho o contrário. Apesar de achar que é algo difícil de acontecer, não diria que é algo impossível. E além do mais, tenham em mente que a história se passa em 1999 na virada do século, o que para mim foi algo bem legal e que tornou a história bastante real.
Things get better - hurt less - over time. If you let them.
 Mas apesar de ter amado a história preciso dizer que sim, a história tem pontos negativos, que na minha opinião foram erros de construções da história e que foi algo onde a autora pecou muito.

 Se tem uma coisa que foi impossível para mim de pensar, foi no Lincoln como homem. GENTE, ME DIGAM AONDE PELO AMOR DE DEUS O LINCOLN É UM HOMEM COM MAIS DE 25 ANOS? Se a autora não citasse a idade dele no livro, eu pensaria que ele não passa de um garoto de 18, 19 anos, e isso para mim é um erro terrível, pois mostra como ela pecou no desenvolvimento e na descrição do personagem. O Lincoln é um personagem extremamente adolescente. Tinha horas que ele tinha cada pensamento que eu simplesmente não conseguia imaginar um homem da idade dele pensando alguma coisa daquela, ou agindo como ele agia em relação as coisas que aconteciam a sua volta. 

 Além do Lincoln, eu acho que a autora perdeu a oportunidade de desenvolver mais a Beth e a Jennifer. Eu acredito que todos que lerem ou já leram esse livro, devem pensar que a autora soube desenvolver bem as personagens, mas eu não penso assim. Tinha momentos no livro em que a autora criou diálogos tão desnecessários entre elas, enquanto ela poderia estar indo mais a fundo na vida das personagens, o que para mim teria sido algo incrível, pois assim como o Lincoln, eu me apeguei muito fácil a essas duas personagens.
There are moments when you can't belive something wonderful is happening. And there are moments when your entire consciousness is filled with knowing absolutely that something wonderful is happening.
 Mas felizmente esses foram os únicos pontos negativos que eu encontrei no livro, e eu acredito que ela deve melhorar muito esses tópicos em seus próximos livros, que por sinal, estou super curioso para ler.

 Attachments é um ótimo livro, que mesmo com pequenos erros, consegue prender o leitor. É uma leitura mais do que válida para todos aqueles que gostam de uma boa história contemporânea e gostosa de se acompanhar.

Também poderá gostar de

21 comentários

  1. pena que houve esses pontos falhos no enredo, com relação ao desenvolvimento dos personagens... nunca li nada da autora, mas sinceramente não sinto vontade, a premissa dos livros não me cativa a ponto de comprar e ler...

    ResponderExcluir
  2. Conheço MUITOS homens com mais de 30 anos e com mentalidade de doze e que têm ações bizarras que não condizem com a idade, mesmo assim o enredo do livro não me agradou muito.

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Eu nunca li nada da autora, mas morro de vontade!
    Eu vejo muita gente crucificando esse livro por aí, e confesso que isso me deixava em cima do muro.
    Mas me parece uma leitura divertida, vou dar uma chance sim =)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Como a Jess, eu sou doido pra ler alguma coisa da Rainbow, pena que os livros dela aqui no Brasil é o preço de dois (na minha opinião).

    Abraços!
    http://lendocomobiel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Attachments está na minha lista há tempos e de todas as resenhas que li, talvez a sua seja a que mais tem críticas ''negativas''. De qualquer forma, já está no meu carrinho de compras de setembro, só poderei mesmo formar uma opinião depois que eu ler. Abraço!!

    ResponderExcluir
  6. Que livro legal! Ainda não li ele, mas quero muito poder adquiri-lo... Quem sabe eu não curta.

    Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

    ResponderExcluir
  7. Nunca li nada da Raibow, apesar de ter dois livros dela em casa! Só leio coisa boa dos livros da autora! Pena que esse tem algumas coisinhas que você não gostou!

    www.lelendolido.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não li nada da autora e quero ler, mas confesso que não é esse livro dela que desperta a minha curiosidade, sabe? Eu achei a premissa bacana, mas saber sobre os personagens e os pontos negativos me desanimou e por isso acredito que não lerei esse livro tão já.

    Beijos :*
    Larissa - srtabookaholic.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Gente, que louco.
    Não curti a ideia do cara ficar lendo o email de todo mundo.
    Isso é total falta de privacidade. Esse enredo já não me conquistou.
    E ainda por cima os personagens não serem bem desenvolvidos me deixa com menos vontade.
    Acho que esse vou passar, Gu.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  10. Oi.
    A capa não é nem um pouco atrativa, e o enredo também não tem nada de inovador ou algum diferencial que desperte meu interesse. Ainda não li nada da Rainbow, mas não começarei por esse livro.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  11. Depois de ter lido o incrível Eleanor & Park, fico cheeeia de expectativas com outros livros da autora. Esse é um que estou bem ansiosa, mas desanimei um pouco em saber desses diálogos desnecessários e a falta de aprofundamento nos personagens, coisa que preso muito em uma leitura... Mas ainda quero ler. Ótima resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oii.
    Ainda não conhecia esse livro da autora, ela é maravilhosa eu adoro os livros dela e acho que esse não vai ser diferente. Estou super curiosa para lê-lo. Seguindo o blog e curtindo a page, dá uma passadinha lá no leituras da Mary.
    Bjs
    http://leiturasdamary.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Meu Deus kkkk Que constrangedor, o cara lendo todos e-mails dela mais a amiga kkkkk O cara fofo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    O fato do personagem ter 25 anos e ter uma personalidade de 18 realmente é estranho kkkkk
    Mas eu acho que vou ler o livro sim, adorei sua resenha, e nunca li nada da Rainbow Rowell, então espero ter oportunidade de ler.

    ResponderExcluir
  14. Olha, muitos caras de 25 anos são adolescentes pra mim ainda. Meu namorado tem essa idade, mas parece ter 17 em muitos casos. Se fosse uns 35 aí consideraria errado. Mas homem demora mais pra amadurecer, haha! Mas a história parece ser bem divertida, não nego!

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Adorei a resenha, mas não é uma leitura que faz meu estilo.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Eu li um livro da autora e já me apaixonei, quero todos seus livros e sua lisitnha de supermercado, digo...
    Adorei a premissa dessa obra, e acho que todos homens são meio lentinhos no amadurecimento, né? hahaha
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  17. Por mais que sua resenha tenha sido bem explicativa, creio que esse não seria um livro que eu leria, mais por gosto pessoal mesmo.
    Mas para aqueles que estavam em dúvida sobre ler o livro ou não, com certeza se decidiram e iram lê-lo.

    Abraço,
    Diego de França
    www.leitorsagaz.com.br

    ResponderExcluir
  18. Que pena que a autora pecou tanto no livro, pela sinopse e o começo da resenha eu estava achando um máximo, com tudo pra me garantir altas risadas, mas infelizmente deixo passar a dica

    ResponderExcluir
  19. OI Gu!
    Jurava que já tinha comentado aqui, mas não neh!?
    Bom, eu tenho esse livro e quero ler, mas já fiquei bem decepcionada com o personagem imaturo. Senti isso em Fingindo, que a autora descreve um homem com atitudes maduras e centrado, alguem que eu daria uns 37 anos, mas ai me vem e POW 21 anos pro garoto. NO WAY!!
    O povo precisa dosar melhor as atitudes dos personagens!!
    Beijos

    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir
  20. Os
    Toda resenha que vejo desse livro é negativa, queria ler o livro pela premissa. Mas, já não sei
    Ai ai
    Adorei a resenha
    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Oi, Gustavo! Não fique tão chateado com essa questão da idade do personagem. Quantos anos você tem? Um personagem de 18 e outro de 25 não são necessariamente tão diferentes quanto você pensa, no que se refere à maturidade. Digo isso porque tenho 26 anos e a quantidade caras imaturos que conheço... Olha, não é pouca! Hahaha
    Ou seja, isso talvez tenha sido proposital. Mas eu também não li o livro, então não posso julgar. Tendo a confiar em você.
    Um abraço!
    www.literasutra.com

    ResponderExcluir