Um mundo chamado filmes: A garota dinamarquesa

20.2.16

Título: A garota dinamarquesa
Elenco: Eddie Redmayne, Alicia Vikander, Ben Whishaw, Amber Heard [...]
Diretor: Tom Hooper
Lançamento: 11 de fevereiro de 2016
Duração: 1h59min.
Gênero: Drama, biografia
* SEM SPOILERS *
 Cinebiografia de Lili Elbe (Eddie Redmayne), que nasceu Einar Mogens Wegener e foi a primeira pessoa a se submeter a uma cirurgia de mudança de gênero. Em foco o relacionamento amoroso do pintor dinamarquês com Gerda (Alicia Vikander) e sua descoberta como mulher.





 Esse provavelmente possa ser o post mais difícil que eu já escrevi aqui no blog, e é pelo simples fato de que eu não tenho palavras para descrever meus sentimentos por este filme, que não só me tocou de uma forma enorme como agora será a resposta quando alguém me perguntas Qual o seu filme favorito?
 A garota dinamarquesa é um filme que nos apresenta a história de Lili Elbe, que nasceu como Einar Wegener mas que logo descobriu que não se sentia confortável com seu próprio corpo, e então se tornou a primeira pessoa a se submeter a cirurgia de mudança de gênero.

 Tudo começa quando Einar, um homem casado há 6 anos com uma mulher chamada Gerda, precisa comparecer a um evento do qual ele não quer, e então por uma ideia de sua esposa, decide ir ao evento vestido como uma mulher, para que assim não seja reconhecido e não precise manter as aparências na frente de grandes membros do mundo artístico. É a partir daí que surge a Lili, o verdadeiro eu de Einar.

 O maior problema começa quando nesta festa, Lili acaba beijando um homem, e Gerda a vê cometendo o tal ato. A partir daí ambos começarão a questionar seu relacionamento, e aos poucos Lili estará cada vez mais presente em suas vidas, até que chega o momento em que Einar não quer mais ser Einar e Lili ao mesmo tempo, mas somente Lili o tempo todo.

 Com isso os dois começarão em uma busca por um médico que possa explicar o comportamento de Einar, e acima de tudo, uma busca para descobrir quem eles realmente são e no que a relação deles irá se tornar.
 Como eu já disse mais acima, eu ainda estou sem palavras sobre este filme. Eu assisti o filme dois dias atrás e desde então venho pensando nas melhores palavras para descrever esta obra, e eu sinto que eu não as tenho em meu vocabulário, pois qualquer elogio que eu dê a este filme é como se não fosse o suficiente. Muitas pessoas irão dizer que eu estou exagerando, outras vão assistir e dizer sério que é só isso?, mas é uma questão de opinião e sentimento, e este filme me tocou de uma maneira sem igual.

 Primeiramente eu gostaria de dar meus sinceros parabéns ao Eddie Redmayne por conseguir fazer um papel tão complexo como este. Algumas pessoas irão achar que é uma atuação boa, mas não tudo isso (sempre tem os diferentões né), mas se você for uma dessas pessoas, por favor, assista o filme novamente e foque SÓ no Eddie. Ele conseguiu interpretar com perfeição estes dois personagens, e o melhor de tudo, nós conseguimos ver emoção em suas expressões. Nas cenas em que ele está analisando as mulheres e tentando copiar seus gestos...sinceramente, eu nunca vi um ator interpretar uma personagem com tanta perfeição. Não é como se ele estivesse simplesmente seguindo seu roteiro, é como se por aqueles momentos ele realmente fosse a Lili, é como se fosse realmente ele que estava vivendo a situação da personagem, é como se não existisse somente o Einar e a Lili, mas também o Eddie. Foi algo fantástico.

 Outro elemento essencial para este filme foi a Gerda, que se destacou muito com sua atuação. Eu ainda não conhecia seu trabalho, mas depois deste filme pretendo assistir mais filmes em que ela tenha atuado. Mas o principal motivo pela Gerda ter tido tanto destaque no filme é porque o filme é em grande parte a visão da relação entre ela e Einar/Lili, o que foi algo surpreendente, pois qualquer um já imaginaria que após descobrir que seu marido na verdade é uma mulher, ela o abandonaria. Mas não, eles tem uma relação intensa, sincera, amigável e acima de tudo, de compaixão um com o outro, e é isso que os sustentam até o final, saber que um sempre estará lá pelo outro.

 A ambientação e figurino do filme também está de parabéns, assim como as tantas obras de artes e desenhos que nos é apresentados como sendo feitos por Gerda.

 Uma coisa que me surpreendeu muito foi que o filme contém cenas de nudez completa, e isso era algo que eu não estava esperando, mas que eu gostei, não por ser um pervertido ou qualquer coisa do gênero, mas sim porque essas cenas de nudez trás um significado tão, mas tão grande para a história, que realmente fariam falta se não estivessem ali. Por isso não é um filme que eu recomendaria para uma família com criança pequena ir ver, mas na minha opinião, esse filme deveria ser visto desde crianças com pelo menos 14 anos de idade até os adultos mais idosos, pois definitivamente tem um grande ensinamento para passar, sendo um deles o que eu mais prezo e que sempre tento passar adiante: seja você mesmo.

 Bom, acho que eu não tenho mais o que falar sobre este filme. É um filme que tem como objetivo passar um grande ensinamento e claro, causar grandes reflexões. É o tipo de filme que não importa se você só curte filmes de ação ou fantasia, você deve assistir com a mente aberta e se entregar à trama. A garota dinamarquesa a partir de agora se tornou meu filme favorito e sem dúvidas tem minha torcida para levar um Oscar neste ano. 

Também poderá gostar de

14 comentários

  1. Nossa! Amei a sua crítica sobre esse filme! Eu ainda não assisti A Garota Dinamarquesa mas desde que vi seu trailer pela primeira vez no ano passado eu decedi que precisava conhecer esses personagens mais de perto e esse seu post só comprovou isso, a história parece ser bem tocante e muito bem produzida. Espero gostar tanto quanto você!
    Abraços,
    Andy - StarBooks

    ResponderExcluir
  2. Eu tô me programando de assim q der um tempo ver esse filme, e fiquei apaixonada só de ver o trailer. Sinceramente, Leo tem um páreo duríssimo nessa disputa pela estatueta, pq dá pra ver só pela divulgação o quanto Eddie foi delicado na construção da personagem. Quero muito assistir.

    ResponderExcluir
  3. Oiii, eu sempre tive muuuita curiosidade em assistir este filme, mas sempre o evitei porque não sabia nada sobre ele, e com essa sua postagem, me deixou louquinha neste momento, vou assistir em breve.
    Beijão

    ResponderExcluir
  4. Olá, ainda não tinha lido nada a respeito desse filme, quero muito conferir.
    Parabéns pela sua crítica!

    Beijokas da Quel ¬¬
    Literaleitura

    ResponderExcluir
  5. Olá, gostei muito do seu post e depois de conhecer um pouco mais da história, já tem minha torcida por ele no Oscar.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oie! Tenho visto tanta divulgação sobre esse filme que estou louca para assistir, assim como ler o livro - creio que será uma experiência incrível. Também acredito que cada enredo cause um impacto diferente nas pessoas, então entendo quando você diz que não tem palavras para descrever tudo o que assistiu. Realmente, Eddie merece ser aplaudido de pé pela atuação. Ainda não assisti, mas com certeza é preciso muito talento e paixão pelo que faz para representar um personagem tão complexo e deixá-lo tão real. Confesso que não esperava descobrir que o filme contém cenas de nudez, mas os ensinamentos da trama fazem tudo valer a pena, heh. Adorei a sua resenha. Ficou maravilhosa, parabéns!

    Beijos,
    Fernanda F. Goulart,
    Império Imaginário.

    ResponderExcluir
  7. Tô fazendo uma maratona de indicados ao Oscar essa semana. Já tinha assistindo muitos filmes que estão indicados. Mas " A Garota Dinamarquesa" ainda estou devendo. Adorei sua resenha.Parabéns!
    Abraço;

    http://estantelivrainos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Eu já ouvi diversos comentários sobre o filme e fiquei muito interessado no filme, a história é bem diferente e gostaria de ver o filme e ter minha opinião! Adorei o post!

    Abraços & até!!

    lendoferozmente.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Realmente esse filme é maravilhoso!! Gostei imensamente da atuação do Eddie. No começo, achei que não fosse gostar tanto, mas acabei mordendo a língua.
    Ótimo post!

    ResponderExcluir
  10. Oii!
    Estou louca pra ver dês que vi falando dele no Globo Ouro, parece muito legal e diferente, principalmente porque aborda um assunto do tipo, em uma época que isso nem existia.

    Vitória, www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Mas preciso assistir esse filme logo! Tenho visto anúncios mas esta é a primeira resenha que leio e já curti a premissa dele!
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Ai Meu Deus. Melhor post sobre A Garota Dinamarquesa que li. Sério!!!! Eu vi o filme, e nossa, mais apaixonante impossível. A atuação do Eddie impecável, a relação da Gerda com Einar/Lili, tudo!!!! É uma obra realmente muito linda, e espero muito que a Alicia Vikander ganhe o Oscar porque sim. Enfim, amei a forma que você escreveu e amei o filme também, mesmo não amando inteiramente por causa do final, (pesquise sobre a vida da Lili o que acabou me influenciando), mas merece ser visto por muita gente!!!

    Beijos,
    www.notavelleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Oi Gustavo,
    Cara, o filme parece ser mesmo muito bom e eu estava louco pra assisti-lo mas infelizmente aqui na minha cidade ele só estava em cartaz em 2 cinemas e esses são bem distantes da Minha casa. O filme tem uma história muito bonita e espero conseguir vê-lo online em breve.

    ResponderExcluir