XOXO, um filme pra te tirar do chão

26.8.16

 XOXO é um filme que me deixou ansioso para assisti-lo desde que vi seu trailer pela primeira vez, e hoje, assistindo ao filme, percebi que ele foi exatamente aquilo que eu esperava dele, um filme para te tirar do chão e te deixar com vontade de não só ir a um festival de música eletrônica, como também ouvir mais desse gênero musical.

 Dirigido por Christopher Louie e tendo como atores principais Sarah Hyland e Graham Phillips, XOXO irá nos apresentar a história de diversas pessoas completamente diferentes conectadas por uma única coisa em comum. XOXO, o maior e mais badalado festival de música eletrônica dos Estados Unidos.

 Nossa história começa a partir do momento em que Ethan Shaw, um jovem aspirante a DJ, consegue a oportunidade de tocar no XOXO. A partir daí acompanharemos a sua jornada de 8 horas até o local do evento. Além de Ethan, acompanharemos algumas outras pessoas, como um casal que está passando pela fase de separação, e uma jovem moça que vai ao evento com suas amigas, mas não com o encontro de se divertir com seu grupo, mas sim de conhecer o garoto com quem vem conversando a mais de um mês.
 Como citei acima, são várias história acontecendo simultaneamente, tendo em comum o lugar onde são desenvolvidas, o XOXO. Com tudo isso conseguimos ver que o ponto principal do filme não é as aventuras que as personagens estão vivendo, mas sim o XOXO e a força que um evento desse tipo tem entre o publico jovem.

 O filme em momento algum tenta esconder a realidade dos eventos, mascarando as coisas. Pelo contrário! Eles deixam bem evidente que nesses eventos as drogas são muito presentes e que elas podem provocar diversos efeitos. É muito interessante o filme retratar tudo isso porque é a realidade, é como os jovens decidem se divertirem nesses eventos, onde o que importa é pegar geral, dançar até as pernas não aguentaram mais, e ficar chapado.
 Outra coisa bem legal sobre o filme é a maneira como ele retrata essa jornada dos jovens DJs ingressando nesse universo da música eletrônica. E o mais legal de tudo é o personagem que eles escolheram para representar esses jovens. Ethan é um cara que não só está lutando pelos seus sonhos de DJ, como também pelos sonhos de sua mãe, uma mulher que sempre sonhou em ser cantora mas que desistiu por engravidar cedo demais. E a onde essas duas histórias se encaixam? Na música! Isso mesmo, as músicas de Ethan tem como cantora sua própria mãe, algo que eu não sei porque, mas que me agradou muito.

 Enfim, apesar de ter suas mensagens incríveis, esse não é um filme reflexivo ou para assistir com a família. É um filme para assistir com os amigos, para dançar e sonhar com o dia em que irá curtir um festival como o XOXO, que apesar das centenas de coisas erradas, é uma experiência única. Olha, agora que estou citando isso acho que ficou ainda mais claro para mim. Esse filme trata o evento de música eletrônica como uma experiência única, algo que vale a pena ser vivido e que certamente sempre ficará na memória daqueles que o aproveitarem.

 O filme foi lançado mundialmente hoje (26/08). Então corre lá na Netflix e assiste logo, pois tenho certeza que em breve todo mundo só saberá falar desse filme. E cá entre nós: não tem nada como aquele gostinho de dizer "eu já assisti" quando um amigo pergunta se você já viu aquele lançamento da Netflix.

Também poderá gostar de

0 comentários