Livros comprados na Bienal

9.9.16

 Após falar um bocado sobre a minha experiencia com essa edição do maior evento literário realizado no Brasil, eu venho, finalmente, mostrar para vocês os livros que eu comprei na bienal. Se você quer saber o que eu achei do evento no geral, sugiro que leia esse post aqui. Mas agora chega de papo e bora pros livros
 Começando pelo primeiro e único livro de autor internacional que eu comprei nessa bienal, temos A lista negra, da Jennifer Brown, um livro que estava na minha wishlist a tipo... 3 anos. Para vocês terem uma ideia, em 2014 quando eu fui na bienal eu estava doido para comprar esse livro, mas acabei adiando porque estava muito caro. Dessa vez eu acabei o comprando por 27,50 um preço que só foi possível porque a vendedora do estande foi muito bacana e acabou me dando um desconto.
 O segundo livro que eu comprei foi 1+1 A matemática do Amor, um romance LGBT escrito pelos fofíssimos Augusto Alvarengas e Vinicius Grossos. Além de serem super simpáticos e atenciosos com os leitores, eles fizeram questão de tirar fotos para postar em suas redes sociais. São ou não são a coisa mais fofa? Esse foi um livro que tanto eu quanto a Layla compramos, por isso já podem esperar resenha dupla vindo por ai, haha.

 P.S.: Já li e amei. To doido pra compartilhar minhas opiniões com vocês.
 Pensa em uma pessoa sorridente e extremamente simpática. Essa é a Isis Figueiredo, a autora de Confissões On-line, mais um livro nacional que eu fiz questão de trazer para casa nessa bienal. Eu conheci a Isis e seu livro lá na bienal mesmo, através da Layla, que foi a primeira a comprar. Depois dela mais duas amigas minhas compraram o livro, ai eu acabe não resistindo e comprando também. Por enquanto eu ainda não o li, mas já é o próximo da lista. Estou mega ansioso!
 E por último mas, definitivamente não menos importante, temos o Entre 3 mundos, livro da fofa e carismática Lavínia Rocha, uma autora de apenar 19 anos que lança essa trilogia como seu terceiro trabalho nessa jornada de escritora. Eu acabei conhecendo a Lavínia bem por acaso mesmo, e assim que ela começou a me explicar sobre o que essa história se tratava eu já fiquei fascinado e senti aquela necessidade enorme de lê-lo o mais rápido possível. Não é atoa que eu já conclui a leitura e, inclusive, pretendo fazer a resenha o quanto antes. Vocês vão amar esse livro!

 Bem, como vocês podem ver, essa bienal acabou me rendendo ótimos livros e ótimos encontros. Além desses autores nacionais eu também consegui conhecer e pegar o autógrafo da Thalita Rebouças, uma autora que eu admiro muito e que me recebeu super bem. E além dos autores consegui encontrar alguns booktubers passeando por lá, como a Carol do Overdose Literária e a Gleice Couto do Ultraviolet, que por sinal foi uma fofura de pessoa.

 Éhhh... Ta, acho que é isso. Como meu último post sobre a bienal eu só tenho a dizer que foi um evento incrível e muito superior às edições passadas (pelo menos as de São Paulo). Assim como em 2014, eu me despeço dessa bienal já com planos para a próxima, que com certeza há de ser tão maravilhosa quanto a deste ano.

Também poderá gostar de

0 comentários