Resenha | O coração da esfinge

21.10.16

o coração da esfinge colleen houck
Autor (a): Colleen Houck | Editora: Arqueiro | Gênero: Fantasia, mitologia egípcia | Páginas: 367 | Skoob

 Como a maioria de vocês sabem, eu sou completamente apaixonado pela Colleen e por todas as suas histórias sobre mitologia, seja ela qual for. Como já era de se esperar, o coração da esfinge se mostrou uma ótima leitura, porém pela primeira vez tenho que admitir que eu esperava um pouco mais da autora.

 Começando pouco tempo depois de onde o anterior parou, o coração da esfinge seguirá a jornada de Lily até o mundo dos mortos para que ela possa salvar seu amado, Amon, das garras de uma criatura que aos poucos o está matando. Através de uma ligação extremamente forte entre os dois, Lily encontrará forças para superar difíceis obstáculos.

 O mais importante neste livro é que para que Lily consiga seguir com sua jornada, ela precisa passar por um ritual que a transformará em esfinge, ou seja, uma meia humana, meia leoa. É a partir daí que conheceremos Tia, a leoa com quem Lily dividirá seu corpo eternamente, já que agora ambas são uma só.

 Como já é de se esperar, esse será mais um livro com a marca de Colleen, cheio de ação, histórias e criaturas mitológicas incríveis e, é claro, uma bela história de amor.
o coração da esfinge colleen houck o despertar do príncipe
 Se você não foi com a cara da Lily no primeiro livro, a única coisa que eu tenho a te dizer é: não continue com a série. Sim, nesse livro é tudo basicamente 90% sobre a Lily e sua mais nova companheira, a leoa Tia.

 Diferente de muitas pessoas, eu acabei gostando bastante desse livro. Sim, eu ainda acho o primeiro bastante superior, mas acho que a Colleen foi muito feliz com alguns elementos colocados nesse livro. Podemos começar com o fato de que tudo que envolve o ritual e a história da esfinge é simplesmente encantador. Logo de cara eu simpatizei com a Tia, e gostei muito da maneira como a autora trabalhou duas personalidades dentro de um único corpo.

 Outra coisa que eu curti muito foi o desenvolvimento do universo em geral. A forma como ela nos explica como os deuses surgiram, e como aos poucos tomaram suas posições, foi algo realmente muito bacana de se acompanhar. Eu particularmente já prefiro a mitologia egípcia do que a grega.

 Mais para o final do livro alguns dos nossos personagens favoritos retornam para a trama. Isso mesmo, estou falando de Asten e Ahmose. Sério, meu coração chega se aquece quando eu penso nesses dois principalmente no Asten haha. O Asten acaba tendo mais destaque do que seu irmão, pois conheceremos um pouco mais de seu passado, já que ele acaba por ser uma peça fundamental para que Lily consiga entrar no mundo dos mortos. Sinceramente? Eu shipparia muito a Lily ou a Tia com ele, mas....

 Sobre o final, a única coisa que eu tenho a dizer é: inesperado. Se você leu o livro você sabe exatamente do que eu estou falando. Eu definitivamente não vi aquele plot twist chegando, e quando fui dar conta já estava de queixo caído sem saber se eu ria de alegria ou de nervosismo.

 No geral, O coração da esfinge é um ótimo livro. Mas como eu já disse, ele acabou sendo um pouco inferior ao primeiro justamente por focar demais na Lily. Tudo bem que ela é nossa protagonista, mas em certos momentos ela acaba se tornando aquela personagem chata e previsível que você não aguenta mais ver na história. Ah, e outro detalhe que me fez não gostar tanto desse livro foi a demora para as coisas acontecerem. Eu sempre fui muito acostumado com a forma detalhista da Colleen, mas nesse livro alguma coisa deu errado, pois eu tinha a impressão de que eu se passavam várias páginas e a história ainda estava estacionada no mesmo lugar.

 Se eu indico O coração da esfinge? Claro que sim. Minha única ressalva é: não se afobe. Como eu acabei de citar ali em cima, nesse livro tudo demora muito para acontecer. Então não vá com muita cede ao pote pois você pode acabar dando com a cara na... ai não sei o ditado, haha. Colleen Houck mas uma vez conseguiu fazer um bom trabalho, porém não tão bom quanto os anteriores. Realmente espero que a sequência seja superior.

Também poderá gostar de

0 comentários