Witches of East End, uma série mágica

20.11.16

  Meu amor pelo universo mágico cheio de bruxos e criaturas fantásticas começou desde cedo, e é até hoje um dos meus temas favoritos para qualquer coisa, livro, filme ou série. Foi procurando por uma série com essa temática que eu conheci Witches Of East End, uma série sobre bruxas que é a adaptação de uma saga de livros homônimos e que tem duas temporadas disponíveis na Netflix mas que infelizmente não foi renovada para a terceira, sendo então cancelada. Mas espera aí, não é porque a série foi cancelada que você não deve assisti-la, afinal de contas, a primeiro e segunda temporada já garantem bons episódios de uma ótima história. 

 Em Witches of East End nós iremos conhecer a história das Beauchamp, uma família de quatro bruxas liderada por Joanna Beauchamp, a mãe de Freya e Ingrid e irmã de Wendy. Joanna, apesar de uma bruxa extremamente poderosa e imortal, sofre desde muito tempo com uma maldição que mata suas filhas sempre na mesma época e depois a engravida novamente, trazendo às jovens para a estaca zero mais uma vez.

 A trama começa para valer a partir do momento em que Wendy reaparece na vida de sua irmã para avisá-la de um mal que está atrás de Joanna e suas meninas. É só então que Joanna decide contar a Freya e Ingrid que elas são bruxas, porém amaldiçoadas. É a partir daí que as meninas passarão a praticar seus poderes para então terem como se defender quando o mal chegar até suas vidas. 
 Eu inicialmente comecei a assistir essa série em 2013, no ano em que eu criei o blog. Porém como naquela época eu não tinha muito paciência para assistir séries, eu acabei a abandonando depois de poucos episódios. Foi só agora, quando a Netflix disponibilizou as duas temporadas, que eu decidi voltar a assisti-la. Apesar de ainda não ter terminado a segunda temporada, já posso dizer o quanto eu adoro essa série e toda a magia aqui presente.

 Ao meu ver o ponto alto de toda a história são os laços familiares. O motivo pelo qual essas quatro mulheres conseguem superar tantas coisas é porque em todos os momentos elas estão unidas, afinal de contas, são uma família. E essa é a grande mensagem da série: desde que você tenha sua família ao seu lado, não existe nada que você não possa superar.

 Apesar de a série contar com um triângulo amoroso horrendo, ela ainda sim consegue nos trazer excelentes personagens com exceção do Dash (noivo da Freya), como por exemplo a Ingrid, a minha personagem favorita de toda a trama. Quer ter uma noção de como a Ingrid é incrível? Então imagina Harry Potter sem a Hermione. É exatamente o que Witches of East End seria sem a Ingrid, uma merda.

 Quando eu digo que as personagens são ótimas, é no sentido de que elas são complementares. As quatro mulheres por exemplo, são completamente diferente umas das outras, mas quando estão juntas formam uma família incrível com todas as qualidades necessárias para superar qualquer obstáculo. Essa é a grande sacada da série. 

 No geral eu super recomendo esta série. Eu sei que é chato começar a assistir uma série que foi cancelada, mas eu definitivamente não a estaria indicando para vocês se não valesse a pena. É uma série repleta de brigas, maldições, criaturas mágicas, romance e união. Enfim, Witches of East End é uma série mágica.

Também poderá gostar de

0 comentários