Até que ponto um elogio é só um elogio?

28.12.16

Foto de: Silvestri Matteo
 Recentemente surgiu um caso que deu muito o que falar em todas as redes sociais. Se você não se desligou da internet por esses últimos dias você provavelmente já deve saber que eu estou falando do caso Carol Moreira e Vin Diesel. Caso você não saiba do ocorrido irei tentar explicar da maneira mais clara e breve possível.

 A Carol Moreira, youtuber e apresentadora da Warner, teve a oportunidade de gravar uma entrevista exclusiva com o ator Vin Diesel, que veio ao Brasil divulgar seu novo filme. Porém, ao contrário do que ela esperava, depois de alguns minutos de entrevista o ator começa a ter atitudes tanto quanto inconvenientes. Inicialmente ele a elogia, dizendo que a mesma é muito bonita. Porém mesmo depois de ter feito o elogio e ter percebido o desconforto da Carol ele continuou a "elogiando", levando a entrevista por um caminho completamente inesperado por nós e pela própria Carol.

 Antes de qualquer coisa eu aconselho vocês que assistam a entrevista completa e tirem suas próprias conclusões antes de qualquer debate ou discussão. É por isso que eu irei deixar o vídeo no final do post.

 Depois que a Carol colocou este vídeo em seu canal o Brasil todo parou para assisti-lo e apontar o dedo dizendo se foi assédio ou um simples elogio. Foi a partir de todas essas discussões que eu parei, refleti e fiquei me perguntando por horas até que ponto um elogio é só um elogio? 

 Nesse caso em específico eu considero sim a atitude dele um assédio. Ai, mas agora a gente não pode mais nem elogiar que já é assédio. O x da questão não é ele ter a elogiado, mas sim insistido mesmo percebendo o seu visível desconforto perante aos elogios. Ah mas ai é problema dela se ela não sabe receber elogios. Não, não é problema dela coisa nenhuma. Antes de qualquer coisa temos que partir do fato de que ela não estava ali para ser admirada por sua beleza, mas sim para exercer sua profissão, e se tivesse que ser admirada por algo, deveria ser por isso. Não estou dizendo que não podemos elogiar a beleza de uma mulher ou de um homens quando eles estão exercendo suas profissões, mas o problema surge a partir do momento em que ele não a elogiou somente uma vez. Ele fez isso por três vezes, mesmo percebendo o desconforto e a vontade de voltar para a entrevista da Carol. É por isso que ao meu ver foi sim assédio da parte dele. Um elogio a gente faz uma vez e já é o suficiente para a pessoa entender e se sentir elogiada. Não tem necessidade de insistir, ainda mais quando a pessoa não se sente confortável com os elogios.

 É por isso que eu fico batendo nessa tecla do até quando um elogio é só um elogio? A gente tem que tomar muito cuidado com este tipo de coisa, pois do mesmo jeito que muitas vezes o racismo pode vir mascarado de uma simples piada, ou a homofobia pode vir mascarada de um simples apelido, o assédio também pode vir mascarado de um simples elogio

 E sabe qual é o pior de tudo isso? É ver as pessoas rebuscando o passado da Carol para terem argumentos para jogar na cara dela. Vocês estão compreendendo a que nível nós chegamos? As pessoas estão querendo jogar na cara dela que ela julga um elogio como assédio mas senta no colo dos machos quando é conveniente. PORRA, QUANDO VOCÊS VÃO ENTENDER QUE A PARTIR DO MOMENTO EM QUE ELA DEU AUTORIZAÇÃO PARA ALGO ACONTECER AQUILO NÃO É NENHUM TIPO DE AGRESSÃO? SE ELA SE SENTIU OFENDIDA COM UM ELOGIO MAS SE SENTIU CONFORTÁVEL EM SENTAR NO COLO DE OUTRO HOMEM, ISSO É PROBLEMA DELA.

 Atualmente existe um grande problema na internet que é o fato de como se não bastasse as pessoas darem opinião sobre a vida de pessoas públicas (atores, cantores, youtuber, blogueiros, etc), as pessoas ainda querem julgar se o que elas fazem é certo ou errado. VOCÊS ESTÃO ENTENDENDO A GRAVIDADE DO PROBLEMA? A GENTE TA QUERENDO VIVER E SE METER EM UMA VIDA QUE NÃO É NOSSA. 

 Por isso a única coisa que eu tenho a dizer sobre o tema central do post é: sejam mais empáticos. Se coloquem no lugar do outro e imaginem qual seria a reação de vocês naquela situação. É muito fácil a gente apontar o dedo e julgar. O que não é fácil é passar pela mesma situação. Então, antes de dizer que as feministas reclamam até se a gente elogiar ou mulher feia não sabe receber elogio que já acha que é assédio, pense em como você reagiria à uma situação onde um ator que deveria estar divulgando seu trabalho ao invés de estar visivelmente alterado, estivesse te impedindo de exercer seu trabalho da maneira esperada para "elogiar" a sua beleza. Ai depois, só depois, você volta aqui para a gente conversar.

Também poderá gostar de

0 comentários