Deixa eu bagunçar você?

14.4.18

 Talvez seja a forma genuína como você sorri, ou a forma como você me beija e me acaricia quando estou desprevenido, ou até mesmo a forma como me faz passar 5 segundos de vergonha em todos os lugares em que vamos; mas de alguma forma você faz com que eu me apaixone de novo e de novo a cada dia que se passa. Me apaixone pela vida, me apaixone por mim, me apaixone por você.

 Uma das coisas que a nossa relação me ensinou foi a finalmente enxergar este laço de companheirismo e de afetividade como algo que pode durar para sempre - até que a morte nos separe -, pois antes disto eu sempre olhava para os relacionamentos alheios como um produto que tem prazo de validade. Não que muitos não tenham, mas de fato hoje eu acredito que um relacionamento pode durar, e eu farei o possível para que o nosso seja um deles.

 Eu acho que eu nunca te disse isso, mas muito obrigado por pegar a minha mão no primeiro dia em que nós saímos, naquele momento eu precisava de algo além de uma bela amizade, e hoje eu sei que este espaço não poderia ter sido preenchido por qualquer outra pessoa. Seja no encontro dos nossos lábios ou no encontro de nossos espíritos animais, sempre que eu te toco eu sinto que você é a pessoa certa, é a pessoa com a qual eu quero estar, é a pessoa com a qual eu quero ser feliz.

 17 + 21 = 38. Diferente do que Brás Cubas disse em suas memórias póstumas, na nossa relação dois ímpares uniram um par, e nós sabemos que no fim das contas é isto que importa. Eu não espero que você me dê flores, chocolates ou um ingresso para o show da Demi, eu só espero que você lute pela sua felicidade e saiba que, se isto for feito, então eu estarei feliz.

 Eu poderia encerrar este texto com o clichê namora comigo?, mas ao invés disto eu prefiro encerrar com a frase que reflete toda a nossa relação: deixa eu bagunçar você? 


 eu te amo.

  • Compartilhe:

Você também pode gostar desses aqui

0 comentários